Lugares para visitar: Greenwich - Londres

segunda-feira, julho 07, 2014

Olá gente, tudo bem?
Bom, como primeira dica de viagem, gostaria de indicar meu lugar favorito, Greenwich. Situado ao sudeste de Londres, é famoso pelo “Royal Observatory of Greenwich”, onde a linha do meridiano se encontra. O horário de Greenwich (GMT), marcador de tempo oficial, foi também baseado no local, pois a longitude é 0º 0’ 0”.
Para entrar no local e tirar foto com a linha, além de poder visitar algumas antiguidades, como primeiras ampulhetas, e curiosidades sobre tempo, como eram feitos os primeiros marcadores, entre outros, custa cerca de £7, que fica mais ou menos R$28. Não é muito barato, mas vale a pena.



Para chegar até onde se encontra a linha, é necessário subir um morro imenso, mas vale a pena, por causa da visão de Londres, que é de parte de Greenwich, da região de Canary Warf, entre outros...


Mas não é só isso! Existe um parque super gostoso, onde a galera se reúne para fazer pique-nique nos dias de sol, o que é super comum na Inglaterra. Outro lugar ótimo para sentar e relaxar, é no pátio do Old Royal Naval College, pois além da área verde, também é possível desfrutar da brisa e vista do Rio Tâmisa. Uma curiosidade é que parte do filme Thor 2 foi gravado aqui (sempre quando vou para lá, tento encontrar o Chris Hemsworth, mas infelizmente acho que é algo difícil de acontecer).


Na cúpula do lado esquerdo da foto, existe uma igreja linda, super gostosa de visitar. Já na outra, há um restaurante, onde durante o dia, grupos de pessoas se juntam para falar sobre histórias do local. É bem interessante, e não precisa pagar nada para entrar.

Em Greenwich existe também um mercado muito famoso, onde vendem artesanatos e comidas de todas as partes do mundo (comi churros brasileiro com guaraná Artarctica uma vez... uma delícia). O preço dos produtos não é tão acessível se convertido para o Real, mas temos que sempre lembrar que é a moeda deles, e o povo ganha em Libras. Sem esta consciência, não dá para sair de casa em Londres.

Outro local para visitar é a "Queen's House". É interessante, pois exibe vários quadros pintados na época, além da estrutura e arquitetura de época (pois é um palácio reformado, de 1614), que é bem interessante. Ela pertencia à rainha Ana da Dinamarca, e foi feita pelo arquiteto Inigo Jones. Este foi o primeiro edifício clássico da Grã Bretanha, por isso é considerado importante. A entrada é totalmente franca!


Próximo à casa, existe o National Maritime Musem, o maior museu marítimo do mundo, com vários instrumentos de navegação, embarcações antigas, objetos encontrados em vários barcos e navios antigos, como armas, roupas, prataria, entre outros. O museu também conta histórias, e possui vários jogos, atraindo pessoas de todas as idades. Assim como a casa da rainha, também é gratuito, porém às vezes existem exposições pagas, mas elas nem sempre são interessantes.


Por último, o meu favorito, o clipper Cutty Sark (que eu carinhosamente apelidei de Tony Stark). Famoso pelo número de viagens que fez ao redor do mundo para o transporte de chá, foi construído em 1869, e rodou pelo mundo até 1922. Está em Londres como museu desde 1954, porém em 2007, em uma de suas restaurações, um curto-circuito fez com que pegasse fogo. 
O navio-museu ficou fechado por cinco anos, e reinaugurado em 2012 pela rainha Elizabeth. Ele é considerado patrimônio mundial da Unesco. Assim como o museu, possui várias partes interativas, e é possível andar por dentro de todo o clipper. No subsolo, é possível tocar o casco do navio (se você é alto, claro... Eu ainda estou tentando).
O ticket para entrar, custa £12. Mas, quem visita Greenwich, é indicado que compre o ticket do Cutty junto com o do meridiano, pois eles dão um desconto de £2, o que não é muito, mas ajuda na hora de comprar um cafézinho!



Para visitar este local, o indicado é que separem dois dias, mas um beem dividido também dá para ver tudo. Lembrando que, caso você compre os tíquetes, mesmo que de duas ou três atrações (no caso de alguma exposição no National Maritime Museum), eles têm a duração de 30 dias!
A parte triste é que poucas excursões incluem esta área no roteiro, mas caso você viaje sozinho para Londres, visite a área, pois vale muito a pena!

Bom, espero que gostem! Lembrando que todas as fotos foram tiradas por mim (exceto a que apareço, pois foi meu amigo Navmeet Singh que tirou)
Me mandem dicas, sugestões e comentários sobre as publicações!


Beijos,

Poderá gostar também

0 comentários

NAO APAGAR!

Nome

E-mail *

Mensagem *